terça-feira, 14 de abril de 2009

Sem ter a ti


Noite fria
Tempestuosa e pesada
Assemelha-se a mim
Sem ter a ti
Triste fria
Sem cor e sem graça
A vida é trevas
Sem ter a ti
Tempo seco
Calorento, abafadiço
Assim sou sem ter a ti
Fico seca, quieta
Sentimentos contidos
Mas por dentro
Há calor amoroso
Uma chama inextinguível
Dia fresco e leve
Jardim tranqüilo, suave
Assim sou ao ter a ti
Floresço, desabrocho
Fico tranqüila e suave
Sou sua Morena Flor.